domingo, 31 de agosto de 2008

es verdeAndo


Me lembro do dia que cheguei naquele lugar, monossilábico, escuro,solitário, eu e eu sozinho.
Mal sabia que daquela estrada de pedras,poeira no alto,o verde virando cinza e o silencio estrada acima...choveria,
e do brilho da chuva trouxe as flores colorindo o meu caminho,
o verde que virava cinza era cor de aurora,
o silencio que me atormentava era o sorriso da senhora,
o choro da criança na esperança do que queria,já era minha companhia.
Eu já não estava só,
eu tinha ganhado cor,eu tinha ganhado voz,pernas eu tinha pra andar...
Ganhei o dom de amar



-Lusca Fusca-

13 Comentários:

Morganna disse...

eita como aqui tá bonito, menino!
eu a-do-rei!
mesmo.

eu tenho três blogs. pode?!
mas ando sumida dos três porque a vida lá fora não me deixa respirar.

lusca, tu escreve bem. de verdade, e eu gosto ds teus escritos.
parabéns.

beijo na alma. :*

muni disse...

fico feliz d saber q aquele moleque magrelo onde so se via cabelo é tudo isso, tudo isso d talento, se descobre nas palavras tão bem escolhidas fico com feliz com seu sucesso ja m sinto bem vinda.... voe e aprenda com cores n tenha medo d experimentar as textura e melhor continue nos surpeendendo...

Uma Lora qualquer disse...

Eita q meu pótim di ôro me enxe de orgulho!
finalmente postou,hein!
eu já tava aguniada querendo ler textos, poemas, poesias de bom gosto q trata dos assuntos de maneira delicada e entusiasmante!
continue assim Fusca!
xêrãaao

any. disse...

por vezes,
queria que o lugar monossilábico onde me escondo,
tomasse os tons de poesia leve...
porque os tons que aparecem nessas horas são de tempestade...


lindo e de alta sensibilidade
...

adoro!

lluiza disse...

que bonitinho?
foi tu que fez, luscafuscafurão?

:|

Passadaaaa na mantega no álho e no olho.
tá lindo.
mas só tem essa postagem?
quero mais! (voz daquele comercial que uma bebida amarelada que eu não lembro mais qualque era)


Beijosmeligaepassanomeublog.

;)

Aline disse...

Ai que dindo!!!!!

ficou muito bom eim!
sempre poesia.

Cibele disse...

Nhai... filho lindo!
AMEI o seu blog, não só o que vc escreve, não dá para tirar muita coisa, pq só tem uma, mas enfim, o design daki est´aperfeito, parabêns...

TINHAMUITO

Nara™♬♪ disse...

não sei o porquê de tanto receio em mostrar seu blog...
suas palavras são tão singelas. Vc devia alimentar a alma de mais pessoas

=***

Luvas do meu ódioooo!

Paah disse...

Texto leve e preciso.
Tu escreve com sensibilidade e entusiasmo. E isso é absurdamente admirável.
Sutileza sempre.
E abuse bastante das perspectivas que a semana de arte de 22 nos deu.

Beeeijo, besta. :*

Indy disse...

Simplesmente belo...


Tuas palavras tocam aos sentimentos de quem as lê...
É como se você, de olhos fixos aos nossos, falasse... E entre os acordes, de tons mais explendidos acaba nos cativando...

E como é bom...

Menino poeta!!!
^^

Grande beijo

RLML disse...

EiiiiiiiiiiiiiiêêÊÊ

se continuar assim daqui a um tempo vamos ter que chama-lo de Grande Ilustríssimo Senhor Lusca Fuska POETA.

Thaís Oliveira disse...

"O silencio que me atormentava já era o sorriso da senhora."
Essa frase ficou perfeita, com a rima "aurora" mais ainda...
Aurora é uma palavra bonita né?! Gosto dela.

Você descreveu essa "metamorfose" de um jeito tão pacífico e colorido, adoreii!!!!!

beijos

DanaFreiTas!! disse...

Ganhei o dom de amar, Fusca tu se garante oh!

*.*

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO